Blog

O tal sertanejo universitário deve ter entrado na universidade através da política de cotas: a dos deserdados do bom-gosto. - Saint-Clair Mello -

Fale conosco

A mais completa e eficaz instituição educacional que eu conheço é a universidade do exemplo! - Reinaldo Ribeiro -

Últimas novidades....

Universidade A SOS: A Eterna Crise Da Educação Brasileira

A crise na educação brasileira não é nenhuma novidade para nós brasileiros, independente de partido político ou ideologia infelizmente a educação passou sempre muito longe de ser prioridade de nossos governantes, e temos uma universidade a SOS constantemente.

Em cada um dos governos houve o desmonte de uma parte do aparelho estatal educativo, mas não somente neste setor influencia toda a crise da educação brasileira, com algumas políticas a universidade a SOS se estendeu ao âmbito privado.

Uma das problemáticas recentes foram os cortes de verba nas faculdades, universidades e institutos federais .O que realmente aconteceu no ensino superior público federal nos últimos meses? Saiba tudo: https://vaidebolsa.com.br/corte-de-verba-nas-faculdades/

Para poder debater todas estas problemáticas debateremos quatro pontos:

  • Como as políticas públicas deixaram a universidade a SOS?;
  • Educação e sociedade pagam caro pela corrupção;
  • Educação e pesquisa, a nova problemática da educação no Brasil;
  • Pensando saídas para a universidade brasileira.

E por mais que este texto seja sobre os problemas da educação no Brasil, ele é um texto muito otimista, porque tem intenção de que reflitamos para ver saídas para a educação no nosso país.

Como As Políticas Públicas Deixaram A Universidade A SOS?

As políticas públicas são as ações dos governos em determinada área para atender às demandas da sociedade, então porque digo que estas políticas públicas deixaram as universidades na atual situação?

É que mesmo nos programas de apoio ao ensino superior, como o ProUni ou o FIES houve um excesso de direcionamento dos recursos públicos às universidades privadas criando o que  ficou conhecido como empresariado da educação.

Hoje, grande parte das grandes universidades privadas pertence a empresas estrangeiras, ou seja, não são vistas mais desde a perspectiva da educação no Brasil, mas sim de investimento no sentido financeiro.

Não é algo muito fácil redirecionar este repasse, já que estas universidades usam um recurso chamado de renúncia fiscal, ou seja, deixam de pagar impostos com os valores das mensalidades, mas com vontade política seria possível.

universidade a SOS

Educação E Sociedade Pagam Caro Pela Corrupção

O Estado do Rio de Janeiro é o caso que ficou mais conhecido pelo desmonte da educação, isto porque o Estado depois de sucessivos governos em que foram comprovados casos de corrupção o Estado ficou sem dinheiro inclusive para pagar o funcionalismo público.

Educação e sociedade arcaram com o resultado da corrupção com cortes nos pagamentos de:

  • professores e funcionários administrativos das universidades estaduais;
  • serviços de coleta de lixo;
  • contas de luz e água em alguns campus.

Os hospitais também sofreram e muito com alguns chegando a deixar de atender pacientes, a capital sofre ainda com o acúmulo de uma crise que é municipal, já de longa data estadual e que agora também está se estendendo a alguns setores da saúde no âmbito federal.

O portal Folha preparou uma matéria sobre a atual crise da saúde no Rio de Janeiro que explica isto de forma bastante clara.

Educação E Pesquisa, A Nova Problemática Da Educação No Brasil

No atual governo este direcionamento dos recursos das políticas públicas de educação também sofreu bloqueios, mas o alvo principal foi a educação e pesquisa no país.

Vários programas de pós-graduação, que são os mestrados e doutorados, além de pós-doutorados vêm sofrendo cortes e em pesquisa um país para de produzir conhecimentos e inovações nas mais diferentes áreas. Dentro deste âmbito afeta:

  • Projetos de medicina, inclusive alguns que têm trabalhado a cura do câncer;
  • Desenvolvimento de projetos de preservação ambiental;
  • Projetos de desenvolvimento de tecnologias;
  • Desenvolvimento de projetos que estudam a profunda desigualdade no nosso país e;
  • Desenvolvimento de projetos que buscam saídas para a educação no Brasil.

Estas são somente algumas das áreas afetadas com os cortes em educação e pesquisa e isto afeta a todos nós mais do que imaginamos, porque um país sem pesquisa tem que comprar tecnologias deixando tudo mais caro.

O que me refiro à tecnologia, não se resume aos processos tecnológicos de computadores ou robótica, quando falamos de tecnologia, neste caso, tratamos do desenvolvimento de qualquer inovação em qualquer área do conhecimento.

Mas, como comentei com vocês este não é um texto pessimista então queria propor algumas saídas para a educação no Brasil.

universidade a SOS

Pensando Saídas Para A Universidade Brasileira

A primeira saída é que busquemos uma forma de pressionar políticos e governos para que cesse o ciclo de corrupção que nosso país vive, para ter ideia temos a segunda obra pública mais cara do mundo somente atrás da China.

Uma obra pública cara significa ou que o país é muito mal administrado ou que há pagamentos extras nestas obras.

A pressão popular entendendo o que quer pode funcionar, como já funcionou aqui e em muitos países quando houve algum objetivo claro, temos uma das maiores cargas tributárias do mundo e a menor taxa de retorno à população.

Com estes dois dados quero dizer que temos uma máquina pública mal administrada e um caminho para educação e sociedade é saber disto e não permitir que continue acontecendo.